Rondônia, 12 de abril de 2024
O Minuto Notícia ×

Ex-vereador Badu Som de Jaru, RO diz nem ter sido informado de condenação em processo por danos morais

O Minuto Notícia entrou em contato com o ex-vereador que se mostrou surpreso com a decisão da justiça. “Nem sabia que tinha saído”.

Autor:
Momento em que o então vereador discutia com o médico. Foto: Portal P1

O ex-vereador Edvaldo Oliveira – Badu Som – foi condenado por danos morais pelo Tribunal de Justiça de Rondônia nesta quarta-feira, 16 de junho. Eram 11h31 da manhã, quando a sentença saiu.

A juíza do caso foi a Meritíssima Maxulene de Sousa Freitas, que sentenciou o ex-parlamentar por danos morais contra o médico Azenair Macário de Oliveira, em 29 de dezembro de 2019, durante plantão no hospital municipal Sandoval de Araújo Dantas.

Badu Som, que foi informado da sentença, segundo ele, pela Redação de Jornalismo do O Minuto Notícia, foi condenado a pagar R$ 8 mil corrigidos, mais correção de 1% ao mês, conforme o processo.

De acordo com o que foi apurado, o médico pedia R$ 35 mil, de indenização, já que o caso tomou uma proporção muito grande, devido à internet. Em audiência de conciliação, não houve acordo e a partes seguiram com o processo.

O ex-vereador Edvaldo Oliveira – Badu Som – é filho de pioneiros no município de Jaru. É empresário e já vinha sofrendo com retenção de parte dos salários de vereador, devido a multas sofridas.

Em conversa com a Redação do O Minuto Notícia, afirmou que estava sabendo naquele momento sobre a sentença e que buscaria junto ao advogado Jonata Breno Moreira Santana, as informações sobre o processo. Badu disse com clareza que não sabia da sentença, quando falou com o jornalista Nelson Salim Salles, que também apresenta o programa Microfone Aberto, das 06h00 às 07h00, de segunda, a sexta-feira, na Massa FM Jaru.

Após ter sido informado pelo Jornal Eletrônico O Minuto Notícia sobre a condenação, Badu Som teria entrado em contato com seu advogado. Ele foi informado sobre o prazo para recorrer da sentença, que é até dia 02 de julho. Badu não confirmou com certeza se vai ou não recorrer.

Edvaldo Oliveira — Badu Som — quando era vereador em Jaru. Foto: Rede Social

Sobre o dia 29 de dezembro

A época, o vereador disse que foi até o hospital, após receber reclamações de pessoas, alegando que estavam sendo mal atendidas na unidade de saúde. Quando o vereador chegou ao local, viu que só tinha dois médicos atendendo, sendo que um deles — médico — estaria fazendo visitas aos pacientes internados e outro médico atendia na emergência.

A administração a época emitiu “Nota de Repúdio” pela atitude do então parlamentar.

Na “Nota” a administração afirmou que o então vereador Badu Som, teria causado tumulto no hospital municipal, exigindo que médico aumentasse dias de atestado de um paciente, que segundo o vereador, seria seu eleitor.
A época as redes sociais foram inundadas de comentários e vídeos do ex-vereador com o “tom de voz elevado”, teriam circulado na grande rede, o que hiperbolizou o evento.



Compartilhar


Veja Também

Deixe um Cometário