Rondônia, 24 de abril de 2024
O Minuto Notícia ×

Moraes pede vista e interrompe julgamento da inelegibilidade de Ivo Cassol

Ex-senador apresentou pedido de candidatura ao governo nas eleições deste ano; julgamento ocorre no plenário virtual

Autor:
Ivo Cassol apresentou pedido de registro de candidatura ao cargo de governador de Rondônia
ROQUE DE SÁ/AGÊNCIA SENADO

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu vista, mais tempo para analisar o caso, e suspendeu o julgamento da inelegibilidade do ex-senador Ivo Cassol. O político foi beneficiado por uma decisão do ministro Kássio Nunes que lhe devolveu os direitos políticos.

Com a decisão, Ivo pode concorrer nas eleições deste ano, pelo menos até o entendimento final da Corte. O ex-senador apresentou pedido de registro de candidatura ao cargo de governador de Rondônia e aguarda posição do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O julgamento ocorre no plenário virtual do Supremo e, com o pedido de vista, fica parado. A liminar de Kássio Nunes que autoriza a candidatura continua em vigor até nova decisão.

O prazo para registro de candidatura se encerra na próxima segunda-feira (15). No dia seguinte, inicia-se a campanha eleitoral. Ivo Cassol foi acusado de fraude em licitação quando era prefeito do município de Rolim de Moura (RO), entre 1998 e 2001. Ele foi condenado pelo STF em 2013.

Foi estabelecida uma pena de quatro anos e oito meses de prisão, substituída por prestação de serviços à comunidade. Em 2020, a Corte extinguiu a pena, mas os direitos políticos continuaram suspensos até 4 de agosto deste ano, dia da decisão de Nunes Marques.

Renato Souza, do R7, em Brasília



Compartilhar


Veja Também

Deixe um Cometário