O Minuto Notícia ×

Senadores votam relatório da CPI da Covid nesta terça-feira

Senador Randolfe Rodrigues pedirá a inclusão de mais nove nomes à lista de sugestões de indiciamento

Autor:
Documento de 1.180 páginas foi apresentado pelo senador Renan Calheiros
EDILSON RODRIGUES/AGÊNCIA SENADO

Os senadores votam nesta terça-feira (26) o relatório final da CPI da Covid. O documento de 1.180 páginas foi apresentado pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL) na última quarta-feira (20). A votação foi agendada para esta manhã para que os integrantes da comissão tivessem tempo de analisar o texto. Entretanto, o vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que pedirá a inclusão de mais nove nomes à lista de sugestões de indiciamento.

A votação do relatório pelos 11 integrantes da comissão é necessária para que ele se torne o documento oficial da investigação, que durou quase seis meses. O grupo majoritário na comissão deve aprovar o texto e já planeja entregar nos próximos dias o relatório à Procuradoria-Geral da República (PGR) e aos demais órgãos que deverão lidar com as acusações.

Além das 66 pessoas com sugestões de indiciamento já apresentadas por Renan, entre elas o presidente Jair Bolsonaro, Randolfe deve pedir a inclusão dos nomes do ex-secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos do Ministério da Saúde Hélio Angotti Neto; do assessor do Ministério da Saúde Marcelo Bento Pires; do ex-coordenador-geral de Logística de Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde Alex Lial Marinho; do reverendo Amilton Gomes de Paula; do ex-coordenador do Centro de Coordenação de Operações da Covid-19 Heitor Freire de Abreu; e dos servidores do Ministério da Saúde Thiago Fernandes da Costa e Regina Célia Oliveira.

Há ainda duas empresas no rol de sugestões de indiciamento já apresentadas por Renan: a Precisa Medicamentos e a VTCLog.

Os senadores governistas pediram prazo para apresentar relatórios paralelos ao de Renan Calheiros. O senador Marcos Rogério (DEM-RO), apresentou um texto final alternativo e solicitou tempo para ler suas conclusões nesta terça. A sugestão de relatório de Marcos Rogério não propõe nenhum indiciamento, mas, assim como a versão de Renan Calheiros, opina pelo encaminhamento das investigações ao Ministério Público Federal (MPF), à Polícia Federal (PF) e à Controladoria-Geral da União (CGU) para que avaliem a necessidade de mais investigações, inclusive no âmbito dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

Os governistas, contudo, são minoria na comissão e não deverão ter força para derrubar o relatório de Calheiros. Após a aprovação do relatório e o compartilhamento das informações do documento, os senadores já afirmaram que pretendem acompanhar os desdobramentos e cobrar ações das autoridades por meio de uma frente parlamentar.

Veja abaixo os destaques da CPI da Pandemia


Compartilhar


Veja Também

Deixe um Cometário